Ciro Gomes 2018

Ciro Gomes 2018
Ciro Gomes 2018 - Todos com Ciro

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Globo x Record

Caros amigos, salve!

Mesmo estando atolado em serviço na universidade, não consigo deixar de me expressar a respeito dessa recente briga entre a Globo e a Record.

Em linhas muito gerais, a Globo vem trazendo, há mais de uma semana, reportagens diárias a respeito da investigação realizada por promotores da justiça do estado de São Paulo a respeito das atividades fraudulentas da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), da Rede Record e de dezenas de outras empresas coligadas, num esquema de desvio de dízimos dos fiéis para enriquecimento ilícito da cúpula da igreja.

A Record rebate, também diariamente, dizendo em linhas gerais que a Globo tem noticiado isso para tentar freiar a crescente participação da Record na audiência do povo brasileiro.

Nessa querela, o desinformado fica na dúvida: quem é o vilão e quem é o mocinho aqui? Olha, não quero dar uma de sabichão, mas essa pergunta é muito fácil de responder e a resposta está ao alcance de qualquer um, do mais culto ao mais analfabeto.

Ambos são vilões!!! E ambos se travestem de cordeiros. Trata-se de um filme de terror. E isso meus caros, é muito evidente. É patente. Está escancarado na frente de todo mundo!

A Globo historicamente (e até hoje) é ferramenta de execução do poder de uma determinada classe de políticos. Apoiou a ditadura porque se beneficiava disso. Veiculou e continua veiculando reportagens enviesadas sim para fazer emergir ou submergir essa ou aquela figura dos cenários político, industrial e mesmo artístico conforme manda o seu próprio interesse. Um excepcional documentário a esse respeito se intitula "Muito Além do Cidadão Kane" e pode ser visto abaixo:


Por fim, pela história da emissora dos Marinho, sou levado a crer que a enorme atenção que a Globo tem dado a essa investigação se justifica, em grande parte, de fato, no ameaçador crescimento da Record na concorrência das redes de televisão.

Por outro lado, é acintosamente óbvio que a IURD é uma empresa que lucra em cima do dízimo não taxado dos fiéis. Ela está ali é para fazer dinheiro para o Edir e sua curriola. Mais ainda, para ampliar as margens desse lucro fácil, baseados na ignorância (no sentido de desconhecimento) do povo médio brasileiro, os mentores da IURD lançaram tentáculos criminosos na televisão aberta brasileira, na nossa intricada, muitas vezes ineficaz, legislação comercial e também no planalto brasileiro. E eles têm tido grande sucesso nessa empreitada, o que é extremamente preocupante. É, na sua imensa maioria, uma turma de empreendedores da picaretagem criminosa, pois agem em aspecto de altíssima susceptibilidade do povo brasileiro: a sua religiosidade.

Agora, nessa briga em particular, a vantagem da credibilidade tem que ser dada à Globo, por mais que seus interesses sejam mais mercadológicos do que o de fazer justiça. Afinal de contas, trata-se da divulgação de investigação ilibada da justiça de São Paulo. Não é investigação da Globo. Não é denuncismo ou desfile de alegações infundadas. É reportagem sobre o trabalho dos promotores paulistas.

Portanto, separemos os fatos das opiniões: há uma investigação, absolutamente desligada dos interesses da Globo, das atividades da IURD e da Record. E essa investigação tem encontrado indícios fortíssimos de atividade criminosa.

E hajamos de convir: o Brasil vai estar bem melhor quando essa figura detestável do bispo macedo tiver sido erradicada desse planeta.

Abraços!

Um comentário:

Ruth Barros disse...

Palhaçada né? As duas são vilãs, mas pesando os prós e contras de cada uma, ainda prefiro a Globo, mesmo com essa sua maneira manipuladora, ela promove altos programas legais que incentivam a educação e a cultura brasileira, e quando se trata da fé humana, é desumano o que a IURD faz com seus fiéis né... Dos males prefiro o menor. :)